Arquivo

Posts Tagged ‘Bíblia’

A PL 122 E A BÍBLIA SAGRADA!

(Google Imagens)

1)ARTIGOS DA PL 122 QUE ATACAM DIRETAMENTE AOS CRISTÃOS.

Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.

 Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.

Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.

 Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.

Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

 Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.

Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

 O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir “constituiu efeito de condenação”.

Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

 Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no

Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem escorados na questão do racismo e da religião.

2) O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE HOMOSSEXUALISMO.
Antes da Bíblia precisamos frisar o que a Constituição Brasileira afirma sobre família:

ARTIGO 226 CAPITULO VII
§ 3º – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

Vamos à Palavra de Deus:
Vemos a mídia dar uma atenção toda especial às pessoas que vivem na prática homossexual, como se fossem especiais, homens que alcançaram o ápice da existência, enaltecem a posição tomada e fazem a população engolir esta situação como totalmente normal. Políticos ímpios e celebridades da tv, além de apoiá-los, fazem apologia a esta prática e legislam em favor desta situação no mínimo vergonhosa.

 A Bíblia diz o contrário, afirma que é uma abominação um homem se deitar com outro homem como se fosse mulher, ou uma mulher se deitar com outra mulher como se fosse homem.( Levítico 18.22 e 20.13)

 E ainda, por causa de certas abominações, tal como o homossexualismo, a terra vomitará os seu moradores. Ver:
Levítico 18.25
No Antigo Testamento, aquele que praticava essas coisas, eram expulsos da congregação de Israel e executados.
O Novo Testamento, nos mostra que aqueles que praticam, não entrarão no Reino de Deus .
(1º Coríntios 6.9-10).
O Apostolo Paulo mostra o homossexualismo como um estágio final da rebelião contra Deus, quando trocam a verdade de Deus por uma mentira e começam a adorar a criatura ao invés do criador, elas são entregues ao pecado.
Quando os valores são invertidos uma anarquia aparece, os homens atentam para a sensualidade de outros homens e as mulheres para a sensualidade de outras mulheres, elas receberão o castigo em seus próprios corpos, por suas próprias ações.

ANÁLISE DE ROMANOS 1.23-28: 1 COR 6.9-10.
V.23- Trocaram a glória de aDeus e divinizaram um mero animal racional.
A pratica dos helênicos consistia em criar deuses em formas humanas.
v.24- Por ignorarem a divindade de Deus, Ele os entregou:

 A idolatria agravada levou o povo a uma profunda perversão moral, como seu resultado natural.

 Quando as pessoas estão envolvidos com as paixões mais baixas, tais como homossexualismo, e perderam o controle sobre seu estado e se regozijam nele, Deus os entrega como castigo de sua rebeldia.

 Deus permite que a pessoa siga desembaraçadamente pelo seu caminho descendente, sem qualquer intervenção Dele.
v.25- Perverteram a verdade de Deus, e ao invés do Criador adoram a criatura.
v.26- A palavra que aparece aqui é “fêmeas”, e Paulo quis dizer que tais mulheres agem como animais irracionais, uma vez que certas variedades de animais irracionais praticam tais coisas.(homossexualidade)
De criaturas feitas à imagem de Deus, tornaram-se irracionais a ponto de praticarem tais abominações.
v.27- Machos se inflamaram com machos. Esta prática era comum em Corinto, o que chocou demais o apóstolo.A punição vem através de conseqüências, físicas, morais e espirituais.
v.28- A forte ênfase aos pecados sexuais se desenvolveu não meramente com a idéia de mostrar que tais pecados são mais graves do que os outros, mas demonstra que a obstinação pela prática é tão grande que Deus os abandonou, ou os entregou ao vício.
A graça de Deus é retirada de sobre eles, por desprezarem a Deus e por terem uma disposição mental para a prática do pecado.

CONCLUSÃO: (1. COR 6.9)
V.9- Efeminados: Homens que aceitam afagos de outros homens, como se fossem mulheres.
Sodomitas: Porque era o pecado praticado em Sodoma, e que Ló enfrentou com sua a família. Essa prática era tão comum entre os gregos antigos que veio a ser intitulada de “pecado grego”. NÃO HERDARÃO O REINO DE DEUS.

Postado por Pr. Silvio Hirota
Em 05/06/2011
 
Anúncios

Novelas e Reality Show, um (des)serviço à familia brasileira!

Estamos presenciando ano após ano, o (des)serviço que este tipo de entretenimento tem provocado na familia brasileira! Nós, como cristãos, não podemos nos calar diante de tamanha afronta às familias brasileiras, principalmente as chamadas cristãs!

O que impera hoje em dia é o slogan: ” ninguém é de ninguém, e todo mundo é de todo mundo”. Ora, se este é o slogan praticado pela sociedade brasileira, o que poderemos esperar da familia num futuro próximo, uma vez que os efeitos nocivos dessa prática, tem ficado bem claro para nós, já de há muitos anos!

O modelo de familia, instituido por Deus foi: pai e mãe, filhos, netos, bisnetos, etc. Aliás um dos salmos da Bíblia, o 128,  mostra-nos o modelo de uma familia de acordo com os moldes traçados por Deus.

O que acontece é que, a chamada sociedade moderna, que eu chamo de “pseudo-sociedade”, através dos meios de comunicação, tem jogado para dentro dos nossos lares, toda a podridrão, permissividade e malefícios possíveis, impedindo-nos de  ter uma familia saudável!

Basta olharmos as propostas do tema citado acima: Não há mais padrões morais. Hoje, ensina-se como trair o marido/esposa…, como os jovens devem praticar fornicação, estratégias para agir de forma inescrupulosa sem que as outras pessoas percebam. Além, de homicídios, homossexualismo de todos os tipos e formas! Os finais das novelas são sempre apelativos e mentirosos, onde a tônica recai, sobre a lei de Gerson, o que importa é levar vantagem, não importa qual o preço a pagar, ou a ser pago.

Fico abismado quando arrisco ver algumas cenas dessas novelas e reality-shows. Somente baixaria, pornografria, sensualidade, individualismo, rixas etc. E, o pior de tudo é que os nossos filhos pequenos, indefesos estão sendo vítimas dessa “podridão devassa” generalizada!

Os adultos são influenciados a buscar um novo parceiro, porque as meios de comunicação estão entrando em nossos lares e dizendo que tudo é normal, ou seja, “é proibido proibir”.

Tudo isto nos deixa revoltados, sobressaltados, mesmo porque, a camada que deveria fazer a diferença, os chamados “cristãos”, estão entrando nessa mesma onda e achando  tudo isso normal!

A pergunta que faço é a seguinte: Quando iremos acordar, e dispensar estas banalidades das nossas vidas? Quando teremos a coragem de mostrar o mal que isto está causando à nossa sociedade?

Sinto-me indignado, mas impotente diante de tão grande problema!
Não me  resta outra coisa, a não ser continuar pregando contra essa realidade e combatendo dentro das minhas possibilidades, afirmando sempre e categoricamente: estamos escancarando a porta dos nossos lares às nocividades, e o preço a ser pago será alto demais.

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Por Pr. Silvio Hirota
23/01/2011

 

RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTO!

Toda familia tem dificuldades e desacordos. O casal que nunca teve conflitos, inexiste! A problemática está justamente no fato de que uma vez que os conflitos não são resolvidos, transformam-se em brigas, e brigas sérias, a ponto de levar ao divórcio!

Uma briga séria, é aquela que desune o casal, no sentido físico, moral, espiritual e psicológico. Como resultado, esses casais vão acumulando amarguras, rixas, raiva descontrolada, ódio e, frequentemente, o que citamos acima, o divórcio!

O que falta para muitos casais é habilidade para discutir os problemas que são diários, e tentar resolvê-los. Na verdade, falta-lhes capacidade para discutí-los, encontrar um plano de solução e então pôr esse plano em ação.

Esta é uma habilidade muito difícil de ser conseguida, mas que com um bom treino, paciência, altruísmo e empatia, podemos amenizar, e em muitos casos, até mesmo resolver!

Quero ressaltar quatro pontos para ajudar na resolução de tais conflitos:

1) A fé como firmamento
Muitos casais têm brigado porque perderam a esperança de que o problema seja resolvido! Ouvimos muito esta frase: “No nosso caso não tenho mais esperança!” É preciso crer que o que não podemos fazer, Deus pode pelo exercício da fé.

2) Confiança em Deus
A Bíblia diz em 1 João 5.14, que se pedimos alguma coisa com fé, e em Nome, e de acordo com a vontade de Deus, Ele nos ouvirá! É preciso acreditarmos e exercitarmos a confiança, de que Deus pode reverter qualquer situação.

3) Usarmos a Bíblia como padrão de nossas decisões
Ela recomenda que os maridos devem amar suas esposas, e que essas devem ser submissas aos mesmos! A Bíblia sempre fala em comunicação no sentido de “via dupla”, ou seja, eu falo, mas também tenho que estar disposto a ouvir. E o ditado popular continua valendo: “Quem fala o que quer ouve o que não quer”. A leitura da Bíblia e o cumprimento de suas orientações, facilitarão demais na resolução dos conflitos.

4) Mais elogios, menos cobranças
O que mais ouvimos em termos de reclamações está justamente nessa área; poucos elogios e muitas cobranças em todas os aspectos. É preciso aprendermos a prática do elogio, sem sermos mentirosos ou hipócritas! O grande problema é que sempre estamos “armados” na maioria das situações; por isso, é muito mais fácil criticar do que elogiar, ferir do que acarinhar, odiar do que amar, cobrar perdão do que perdoar!

Preste atenção aos sinais de conflitos em seu casamento e, com a graça de Deus, comece  uma nova etapa em seu relacionamento!

Por Pr.Silvio Hirota
Em 20/01/2011

 

BÍBLIA NVI – NOVA VERSÃO INTERNACIONAL

Porque usamos a NVI, mesmo com tantas críticas?
Assim que foi lançada, em 2000, a NVI sofreu dezenas de ataques por parte dos evangélicos brasileiros, que alegavam que ela era “fraudulenta” e possuía erros gritantes. Mas estranhamente, tais críticas surgiam muito rapidamente após o seu lançamento. Pensamos que os adoradores da João Almeida foram com tanta sede ao pote que após a sua leitura (duvidamos que tenham lido direito), já foram criando teorias mirabolantes para desacreditar a NVI.

Pensamos também que tais críticas sejam pura balela da Sociedade Bíblica do Brasil, detentora dos direitos da JFDA, justamente por medo de perder mercado, o que já vem acontecendo em uma  grande escala.
Porém os defensores da João Almeida, que atacam frenèticamente a NVI, na sua quase que totalidade, não conhecem a história desta Bíblia (JFDA), a qual, traduzida por um único homem, feita às escondidas e baseando-se em textos considerados como fraudulentos. Fora que é uma bíblia que não passou por nenhuma mudança devido às novas descobertas arqueológicas, normas linguísticas e uma variedade de outros ítens. As poucas atualizações ocorreram na versão de 1994, porém ela continuou com a mesma base, a JFDA do século XVII.

O fato da NVI buscar uma linguagem mais “moderna”, não tira seus créditos e, em relação às suas diferenças junto a JFDA, não fazem a mínima diferença na doutrina cristã. Em nenhum momento a NVI tira a autoridade de outras versões e manuscritos, pelo contrário, ela apenas utiliza da melhor forma o português brasileiro para traduzir os manuscritos diretamente dos originais grego, aramaico e hebraico. Diferente da JFDA que, na sua tradução, utilizou-se, além de textos fraudulentos, de manuscritos em línguas européias, como a espanhola e italiana, com um arcaísmo exagerado.

Outro problema é que os adoradores da João Almeida não gostam da NVI justamente pelo tipo de liguagem usada nela. A NVI eliminou o arcaísmo que a JFDA tem, facilitando a leitura e entendimento das Escrituras. Esse “remelexo” dos evangélicos nos lembra muito o “remelexo” dos católicos quando John Wicliff traduziu a Bíblia para o Inglês, lá pelo século XIII (primeira Bíblia da idade média em outra lingua além do Latin). Ou seja, os evangélicos conservadores não querem que o arcaísmo seja substituído, como se ele fosse a verdadeira língua das Escrituras, igualmente à ICAR quando Wicliff traduziu para o Inglês.

Cabe lembrar que praticamente todas as versões lançadas sofreram represálias como as que a NVI sofreu. A própria João Ferreira de Almeida, de 1995, foi uma delas, a qual sabemos que deu mais polêmica do que a própria NVI. Isso aconteceu com várias versões. King James, Westcott/Hort, Bíblia da Linguagem de Hoje, entre outras.

Como resposta, a SBB – Sociedade Blíblica do Brasil, lançou uma nova versão na BLH – Bíblia da Linguagem de Hoje, entitulada NTLH – Nova Tradução da Linguagem de Hoje, no mesmo ano de lançamento da NVI. Isso evidência que a SBB tem a intenção de apenas vender seu material, deixando de lado a verdadeira importância da uma tradução das escrituras.

Se, uma das maiores autoridades em Bíblia do mundo, meu querido professor da Faculdade Teológica Batista de São Paulo, Dr. Russel Shedd, aprovou a NVI, quem somos nós para questionar?

Postado por Pr. Silvio Hirota,
Em 16/10/2010