Arquivo

Archive for maio \30\UTC 2011

PAI DE ALUGUEL!

(Google Imagens)

Sim, essa é a nova moda na Rússia: alugar um pai. Depois dos maridos de aluguel, que no Brasil também são requisitados para pequenos reparos domésticos e funções como pregar um quadro na parede, as mulheres russas decidiram que poderiam usar um homem postiço para resolver a ausência da figura paterna.

A notícia saiu hoje na Gazeta Russa, publicada aqui pela Folha de S. Paulo. A preferência, segundo a reportagem, é por ex-soldados. A ideia é a seguinte: esses homens são pagos – e bem pagos – para um serviço de babá especializado, que pode incluir até mesmo fingir que são de fato os pais biológicos. Eles fazem tarefas básicas nos cuidados infantis: levar para a escola, preparar um almoço, brincar no parque.

Com isso, essas mães pretendem que as crianças tenham um referencial masculino, mesmo que por um curto período de tempo. Em um dos casos citados, a mãe disse ao filho que seu pai era espião e morava em Cuba, por isso nunca aparecia (!!!). Mas, notando a tristeza e rebeldia da criança, ela decidiu contratar os serviços de um pai de aluguel, que ficou por 4 meses ao lado do menino e, depois, quando o dinheiro acabou, voltou a “servir a pátria”. Não sei qual é o próximo passo do plano. Acho que ela provavelmente vai “matar” o pai – um desfecho bem freudiano, diga-se de passagem.

Cinismo à parte, esse recurso de alugar um pai tem um grande fundo psicológico. Para mim, é um grande e escancarado reflexo do que a psicanalista francesa Elisabeth Roudinesco diagnosticou como a “família em desordem”, e por isso chamou minha atenção. Esse, aliás, é o título de um de seus livros, que trata justamente sobre a perda da figura de líder da família pelos homens. O patriarcado, na visão dela, vem sendo substituído por inúmeras composições novas, como lares monoparentais e casais gays.

Nesse sentido, o aluguel me parece uma tentativa desesperada de algumas mulheres que, por uma ou outra circunstância, acabaram criando seus filhos sozinhas e, em um determinado momento, se viram precisando de uma figura de “autoridade” à moda antiga. Não estou aqui defendendo a ausência de pais, de forma alguma. Mas, ao ler essa notícia, penso que se trata de um retrato de nossos tempos: a mãe está mais empoderada, mas a família tal como a conhecemos, está despedaçando. E isso é uma questão que deveria inquietar todas as mulheres. É esse o caminho? O que vai substituir o formato até então em vigor? E indo além: é possível pensar em uma forma que prime pela eqüidade nas tarefas? Precisamos, afinal de um padrão?

Fica a reflexão de Roudinesco: “Se o pai não é mais o pai, se as mulheres dominam inteiramente a procriação e se os homossexuais têm o poder de assumir um lugar no processo da filiação, se a liberdade sexual é ao mesmo tempo ilimitada e codificada, transgressiva e normalizada, pode-se dizer por isso que a existência da família está ameaçada? Estaremos assistindo ao nascimento de uma onipotência do ‘materno’ que viria definitivamente aniquilar o antigo poder do masculino e do ‘paterno’ em benefício de uma sociedade comunitarista ameaçada por dois grandes espectros: o culto de si próprio e a clonagem?”
Por Maíra Kubic Mano, Doutorando em Ciências Sociais pela Unicamp.

Postado por Pr. Silvio Hirota
Em 30/05/2011
 
Categorias:Artigo

40 MIL JOVENS SE REUNEM NO SAMBÓDROMO PARA COMEMORAR CARNAVAL ANTECIPADO!

(Imagens Google)

Uma verdadeira “orgia” generalizada foi o que aconteceu nesse fim de semana na cidade de São Paulo. Todos os tipos de bebidas e práticas anti-sociais foram praticadas por esses jovens. Bêbados(as) não tinham  mais consciência do que faziam. Muitos desmaiaram e foram carregados por colegas e por policiais militares.

Que tipo de libertinagem é essa? Que tipo de juventude está sendo formada neste país, e que estarão dirigindo em breve a Nação? Pobre Brasil, que tem apostado tanto nessa juventude, mas que continua transviada, como vem acontecendo desde os anos 60.

Infelizmente, não dá para acreditarmos que teremos um Brasil melhor da forma como as coisas estão acontecendo! É a Pl 122, a Cartilha do MEC, ensinando ou incitando as crianças a praticarem o homossexualismo, etc.
Libertinagem pura, sensualidade, pornografia, licenciosidade, etc…

Em nome de uma pseudo liberdade ou “diversão”, vidas jovens são ceifadas e ninguém faz nada. As famílias perderam o controle sobre seus filhos, e só dão conta disso, quando os estão sepultando, ou vendo-os mutilados pela violência às quais são submetidos e submetem.

Até quando veremos esta juventude transviada, sem rumo, perplexa e desesperada? Ficamos impotentes assistindo as cenas, e muitas vezes até mudamos de canal, ou desviamos o nosso olhar da tela do notebook, porque ficamos enojados, desanimados em função da impotência na qual estamos inseridos.

Quarenta mil jovens, bebendo, se prostituindo, se deteriorando, inclusive muitos menores de idade. E continuaremos a ver estas cenas até que um dia este mundo deixe de existir, então a paz dominará os nossos corações para sempre. Até lá ficaremos aqui, sofrendo, desanimados, desalentados, por vermos que os que poderiam fazer alguma coisa não o fazem e nós que gostaríamos não podemos!

Que Deus tenha misericórdia da nossa moçada!

Por Pr. Silvio Hirota
Em 23/05/2011
Categorias:Mensagem

CONTRADIÇÕES DE UMA FALSA MORALIDADE.

(Imagens Google)

Praticamente o mundo inteiro festejou a morte de Osama Bin Laden. Quando deveríamos festejar a vida, estamos festejando a morte! Independentemente dele ter sido um assassino que matou milhares de pessoas (não queremos entrar no mérito dessa questão), o que observamos é que o ódio impera em todo o mundo! E por outro lado, a hipocrisia também.

Estamos preocupados com a morte de Osama, e nos esquecemos que diariamente milhares de pessoas morrem em todo o mundo, vítimas de todos os tipos de agressões, por exemplo: fome, assassinatos, drogas, guerras. Aliás, a Indústria da guerra mata mais do que todas as outras formas de morte! Que mundo é este que ao invés de festejar a vida, festeja a morte?

Estamos morrendo aos poucos, diariamente, através de alimentos contaminados, água, produtos químicos lançados na atmosfera, estresse demasiado devido ao tipo de má qualidade de vida que vivemos… Bilhões de dólares são utilizados para matar no mundo, enquanto que para dar vida, são liberados apenas quando são denunciados os descasos através dos meios de comunicação;  somente então, é que as autoridades usam de paliativos para disfarçar a insensatez!

Quando deveríamos estar preocupados com as crianças chinesas que são mortas porque as famílias só podem ter um filho. Quando deveríamos estar preocupados com as crianças africanas, indianas, brasileiras que estão morrendo diariamente de inanição, infecção hospitalar, estamos festejando a morte de um terrorista! E a falsa moralidade continuará grassando o nosso mundo!

Não deveríamos estar festejando a morte, mas sim a vida! A morte de Jesus, não foi festejada, mas sim a sua ressurreição. Ele foi recebido no céu como Nosso Senhor Jesus Cristo, e está sentado a direita do Pai, para sempre!
E, meus amigos, continuaremos vivendo as contradições enquanto o mundo existir. Cabe a nós, pedirmos a Deus, que tenha misericórdia das vítimas inocentes, que diariamente são ceifadas, e que as autoridades do mundo não fazem absolutamente nada!
Bilhões de dólares são gastos com a indústria bélica, além das experiências inter-planetárias, que nós sabemos que não levarão à lugar algum.

E continuamos a festejar a morte ao invés da vida!
Contradições de um mundo falso, com uma falsa moralidade!
Que Deus nos ajude!

Por Pr. Silvio Hirota
Em 05/05/2011

 

BRASILEIRAS E BRASILEIROS, ATÉ QUANDO…..

(Imagens Google)

Nos meus 56 anos de vida, a cada dia que passa,  tenho ficado mais perplexo, desiludido, decepcionado, etc. Aliás, se não fosse a Bíblia  orientando-me ao dizer: “Maldito é o homem que confia no homem”, talvez meu desconsolo fosse ainda maior… Prezados amigos, diariamente vemos no cenário brasileiro a “politicália” sendo praticada, sem que possamos fazer alguma coisa; ou será que podemos?

Nós cristãos de verdade, que conhecemos a Cristo Jesus e em função disso a Verdade, estamos passivos demais diante da situação vergonhosa que acompanhamos diariamente, através dos meios de comunicação.
Somos honestos,  pagamos nossos impostos (tomando emprestado o slogan da rádio Jovem Pan: “Brasil o país do impostos”), e percebemos que a corrupção aumenta de forma cada vez mais acentuada em nosso país.

Ficamos decepcionados como a declaração de Edson Arantes do Nascimento, quando declarou a um repórter que ao voltar de Miami, ficou mais de uma hora dentro do avião, aguardando espaço para que a aeronave pudesse aterrissar em Guarulhos. E ainda queremos sediar Mundiais esportivos?

E, sabem o que vai acontecer nos próximos anos?… o que tem acontecido sempre em nossa Pátria. À medida em que vão atrasando as obras para a Copa do mundo, e por conseguinte serão feitas às pressas, o “super-faturamento” vai rolar solto. Milhões e milhões de dólares serão gastos de forma inadequada, para atender interesses de alguns poucos, menos da população que ainda se ilude com os empregos temporários que surgirão em função do evento.

Aí, meu amigo, vem o censo e diz que ainda há muita miséria no Brasil, e que em determinados lugares, algumas pessoas, ou famílias vivem com seis reais por dia, ou seja, cento e oitenta reais por mês… Um país, em que as Instituições estão falidas em todos os sentidos, o analfabetismo ainda impera e o número de crianças sem escola é de fazer “cair o queixo”… serão gastos milhões de reais com estádios de futebol.

E pensarmos que somos culpados por grande parte do que está acontecendo, porque não soubemos escolher os nossos candidatos, ou porque caímos na falácia constante e mentirosa de pessoas que ao ingressarem na política e que são como camaleões, mudam de posição de acordo com interesses próprios ou partidários.

A indignação vai tomando conta de todo cidadão de bem, que sabe que o seu pais poderia ser uma das potências do mundo, e que na realidade continua sendo um país de Terceiro Mundo. Tentam nos enganar, nos iludir com gráficos e estatísticas mentirosas. A inflação que tanto nos fez sofrer está voltando, e o poder de barganha do cidadão está cada vez menor.

Olhamos para o futuro e não vemos perspectivas. A população brasileira envelhece assustadoramente. O percentual de filhos por familia cairá em breve para níveis como o da Europa, 1,2 filhos por familia. Daqui há vinte anos, o Brasil será um país envelhecido. E nesse meu “devaneio”, nesse meu desabafo, fico a pensar nos meus filhos e netos, que estarão vivenciando esta “era de trevas” na qual estamos inseridos, de forma acentuada daqui há alguns anos.

Então, volto meus olhos para a Bíblia, e leio que “fui moço e agora sou velho, e nunca vi o justo e sua descendência a mendigar o pão”. Vou aos Salmos e leio: “Elevo os meus olhos para os montes de onde me vem o socorro. O socorro vem de Deus que fez os céus e a terra”. E finalmente, vou ao livro da Revelação, Apocalipse, e leio que os cristãos irão morar num novo céu e numa nova terra. E que esta ordem na qual estou inserido hoje, um dia desaparecerá, e que na presença de Deus então tudo será perfeito!

Então sou consolado, conformado, alentado e incentivado a dar mais um passo, e a dizer como disse Jó: ” EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE! ALELÚIA!

Postado por Pr. Silvio Hirota
Em 01/05/2011