Início > Mensagem > O ABORTO DO PONTO DE VISTA BÍBLICO!

O ABORTO DO PONTO DE VISTA BÍBLICO!

Para este assunto, tomamos como base bíblica o texto de Isaías 49.1-5.
A Bíblia não aborda o assunto dentro dos seus aspectos modernos. Encontramos alguns textos falando do aborto, mas num sentido mais natural. No original hebraico e grego, a palavra tem o sentido de “cair”, especialmente em : Jó 3.16; 21.10; Sl. 58.8 e Ec. 6.3.

Paulo usa o termo de forma figurativa em I Cor 15.8, quando ele se considera como um “fora de tempo” ou “fora de linha” em relação aos demais apóstolos. O ponto de vista bíblico fundamenta-se no conceito de quando começa a vida. Uma vez que a ciência tem definido que a vida começa com a concepção, temos elementos definidos para busca do conceito bíblico sobre o tema.

A Bíblia diz que Deus forma o espírito do homem, dentro dele (Zc 12.1). A ciência não discute a questão do espírito na vida, mas a teologia entende que a vida está ligada ao espírito do ser humano. Os maiores intérpretes das escrituras, independente de tantas teorias, sobre a formação da vida e do espírito no ser humano, entendem que o espírito do homem surge no momento da concepção; assim sendo, ciência e teologia então de acordo neste ponto.

No Sl.139.13-16, Davi fala que Deus possuiu os seus rins, acompanhou-o no ventre de sua mãe e que Deus viu seu corpo ainda sem forma; isto é uma indicação de que já havia vida.
O texto de Jeremias 1.4-5, fala da vida no útero, sendo conhecida por Deus, e com planos definidos para o futuro, principalmente nos objetivos de Deus.
Lucas 1.15 diz que João Batista seria cheio do espírito desde o ventre de sua mãe. Lucas era um médico inspirado por Deus, por isso escreveu estas palavras. Isto significa que Deus trabalha a partir de um feto.
Quando Maria visitou Isabel que também estava grávida, o nascituro João Batista saltou de alegria dentro do ventre de Isabel.

O valor da fundamentação bíblica para os dias atuais:
Para situarmos a nossa posição a partir da Bíblia, temos que considerar os aspectos da vida e não somente os sociais e éticos. À luz dos textos acima mencionados, não temos como aprovar o aborto, pois atenta contra a própria vida e, somente Deus pode decidir sobre a vida de alguém! É Ele quem dá a vida e quem também a tira!

Em I Sm. 2.6 “O Senhor mata e preserva a vida; Ele faz descer à sepultura e dela resgata”.
Nos EUA, onde o aborto é legalizado, dentro de certos limites, temos conhecimento de que o povo evangélico usa e abusa dessa prerrogativa. Nesse aspecto a Igreja Católica é totalmente contrária ao aborto, e devemos louvar tal atitude.

No Brasil, como se sabe, o aborto está limitado a dois casos:
É tipificado como crime contra a vida, pelo Código Penal Brasileiro, prevendo detenção de 1 a 10 anos, de acordo com a situação.

O artigo 128 do Código Penal dispõe que não se pune o crime de aborto nas seguintes hipóteses:
– quando não há outro meio para salvar a vida da mãe;
– quando a gravidez resulta de estupro.
Segundo juristas, a “não punição” não necessariamente deve ser interpretada como exceção à natureza criminosa do ato. O artigo 2º do Código Civil Brasileiro estabelece, desde a concepção, a proteção jurídica aos direitos do nascituro, e o artigo 7º do Estatuto da Criança e do Adolescente dispõe que a criança nascitura tem direito à vida, mediante a efetivação de políticas públicas que permitam o nascimento.

A exceção é válida quanto o aborto for proveniente de estupro ou violência sexual. Apesar da lei brasileira favorecer o feito, podemos sobrepor com o princípio bíblico da vida e deixar viver o feto, nem que seja para, após o nascimento, partir para uma adoção, como muitos tem feito.

Conclusão: se quem dá e tira a vida é Deus, não posso ser juiz. Se uma gravidez indesejada ocorrer não de forma natural, mas por violência, ainda assim vale o preceito bíblico de que o feto tem o espírito e todas as características do sopro de vida dado por Deus. E se Deus não quiser que a criança nasça, o aborto será natural. Em Êxodo 20.13 está escrito um dos dez mandamentos: “não matarás!”

Por Pr.Silvio Hirota,
Em 17/10/2010

Anúncios
  1. 25/03/2014 às 12:45

    Pastor eu tenho um amiga ela não conhece palavra de Deus ainda só ela esta gravida é quer aborta o que e u falo pra ela?apesar que ela tem medo de ser uma mãe solteira!Enquanto o pai da criança engravidou outra menina que já esta gravida de seis meses!!!

    • 25/03/2014 às 16:55

      Gabriela, o que você pode dizer pra ela, é que é uma vida criada por Deus. E, que se ela ficou grávida é porque Deus tem um propósito na vida dela. Diga-lhe também que somente Deus tem poder para dar e tirar a vida. E, que ao fazê-lo estará contrariando o propósito de Deus. Se ainda assim ela insistir, você não tem como fazer nada. Vou estar orando para que Deus te ajude a falar com ela. Fique na paz. Abraços

  2. Giselle
    03/01/2013 às 08:02

    Pastor…eu não entendo porque o pecado é só da mulher no caso de aborto, sendo que o homem a quem estava com ela tambem não pecou? Em tê-lá deixado gravida e não assumir, ou seja ele faz e finge que não fez nada . Não tem que assumir nada e fica fazendo isso em todo tipo de mulheres, engravidando-as como se fosse ( eu só gozo e não tenho mais nada haver com isso… Problema dela o pecado vai ser dela se abortar …) será que na biblia não tem algo a nos dizer a esse respeito? Porque os pastores só pregam aborto em ato com mulheres mais não em homens que são eles que dão inicio a tudo. Penso eu dessa forma certo. ” se não fosse o homem, como iria aborta uma mulher… Por si própria? Eu acho que não .. Quero uma resposta de Deus que o senhor me esclareça . Deus te abençoe .

    • 03/01/2013 às 13:17

      Giselle, como cristão tenho que lhe dizer o que a Bíblia diz. O pecado foi cometido por ambos, homem e mulher no início de tudo. O castigo que eles receberam foi o seguinte: para o homem: “Com o teu suor comerás o teu pão” e para a mulher: “com dores de parto darás à luz”. Muito bem, foram expulsos do Jardim em função da desobediência. Tanto este homem que você mencionou, como as mulheres que engravidam desses homens são adúlteros (se forem casados, ou um casado e um solteiro), ou fornicação (se os dois forem solteiros e praticarem sexo antes do casamento). Portanto, o que a Bíblia diz é o seguinte: “os adúlteros não herdarão o Reino de Deus”. Isto vale para ambos. Agora quanto ao aborto, o que a Bíblia afirma é que somente Deus tem poder sobre dar ou tirar a vida. É por isso, que no mesmo texto que te darei o endereço se você tiver uma Bíblia diz que: 1 Cor 6.9-11 “… nem adúlteros… herdarão o Reino de Deus”. Leia também Romanos 1.18-32. Nós não pregamos só sobre aborto, eu particularmente preguei uma vez se me lembro em 28 anos de ministério. Agora, como artigo que está postado, escrevi somente o que encontro na Bíblia, ok? Fique com Deus, e qualquer dúvida me procure. Abraços

  3. urubatan guabijara alves de aguiar
    05/11/2012 às 12:53

    Assim como sou contra a pena de morte, sou também contra o aborto, porém, se o organismo da pessoa que foi violentada, não sustentar o feto! ai já é uma questão de saúde, mas, provocar,é outra questão, ou se abortou por meio mecanico, ai surgiu outra situação.

  4. xavier
    20/02/2012 às 14:18

    Pr. Deus da a vida e só ele pode tira.desejada ou indesejada,com violência ou sem violência,é vida é um ser vivo e ninguém tem o direito de tira la.

  5. Edson Alonso
    20/10/2010 às 19:01

    Pr. Silvio, dê uma olhada sobre o PNDH3…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: