Arquivo

Archive for 15/05/2010

NUNCA DEIXE DE SONHAR!

Poucos sonhadores vão longe sozinhos. Quando juntamos as forças, tornamo-nos vitoriosos!

Estamos vivendo dias em que os sonhos são escassos. Até mesmo os pastores estão passando por essa crise. Ou não há sonhos, ou estes são altos demais, muitas vezes, irrealizáveis.

Larry Crabb, em seu livro “O lugar mais seguro da Terra”, diz que “Deus dá gargalhadas de nossos sonhos”. Contudo, a grande maioria de nós já não sonha mais, nem sequer faz “cócegas” em Deus.

Um dos maiores inimigos dos nossos sonhos é a frustração do passado. Nossas histórias de insucessos e feridas nos paralisam. Essas memórias nos deixam completamente inertes quanto a sonhar.

Outras vezes, encontramo-nos estressados, cansados, pressionados pela demanda das frentes que abraçamos e não nos sobram energias para alimentarmos nossos sonhos. Vozes negativas começam a tomar conta da nossa mente, ameaçando-nos.

Ao olharmos para grandes personalidades da Bíblia, como Gideão, José, Davi e Moisés, percebemos que seus sonhos normalmente seguiram três fases: nascimento do sonho, morte desse sonho, e ressurreição do sonho, mas todos de uma forma diferente à visão inicial.

Durante nossa vida tivemos muitos sonhos. Coisas fantásticas nasceram em nosso coração. No entanto, boa parte delas morreu.

Todos os sonhadores enfrentam reveses como limitações físicas, emocionais e financeiras, lutas, tribulações, pessoas cujo prazer é desmotivar sonhos alheios, etc. Todas essas coisas não são privilégios de alguns, fazem parte do processo divino de purificar e refinar nossas intenções.

Não é fácil manter um sonho vivo e crescente. É necessário muito esforço. Por desistirmos antes da hora, é que nossos sonhos morrem. Certa vez, no seminário, um professor disse: “As gavetas da mesa dos escritórios de pastores são cemitérios de projetos (sonhos)”. Mas não podemos desistir, ainda que o sonho esteja aparentemente morto.

A ressurreição de um sonho é possível. Entendendo que estamos no plano eterno de Deus, esses sonhos podem renascer de forma majestosa, para a glória d’Ele.

Abraços, Silvio Hirota.
Postado em 15/05/2010
Anúncios